domingo, janeiro 25, 2004

Os Ismos, EPC, Vergílio Ferreira e JPP

Gostava de comentar aqui o artigo que Pacheco Pereira escreveu esta semana no Público sobre o fim dos ismos, mencionando Eduardo P. Coelho e Vergílio Ferreira.

Mas tenho medo e vergonha e a tanto não me chega a audácia. E acobardo-me. Mas, sabendo que JPP nunca lerá estas linhas, digo entredentes: Há por aí quem ainda não saiba que acabaram os ismos, e o que JPP escreveu é, para eles, absolutamente revolucionário... Abrem-se agora inesperadas brechas. Em especial assusta-me a perspectiva de Boaventura Santos se dedicar em exclusivo à epistemologia.

Sem comentários: