sexta-feira, fevereiro 06, 2004

Uma Confissão Solta

Gosto à brava de mapas. E de planear seja o que for, de esquematizar, prever, gerir e modelar. De analisar resultados, fazer gráficos, curvas de regressão, análise de médias e desvios padrão, séries cronológicas e mecanismos algorítmicos de gestão de stocks. Gosto de traçar rotas, delinear prazos e calcular rendimentos. Velocidades médias, acelerações esperadas, simulações de retrocessos e sacar sazonalidades. Deleito-me com o estudo isolado e previsional de cada performance em cada torneio de xadrez que jogo. Anseio pela compreensão e domínio do Eu. Serão estes, porventura, os únicos traços da minha verdadeira ambição.

Sem comentários: