sexta-feira, março 26, 2004

A Entrevista a Saramago

Ontem, a jornalista Judite de Sousa entrevistou o escritor José Saramago. Falou-se do novo livro, "Ensaio sobre a lucidez", de terrorismo, de cidadania e democracia.

Soube que Saramago escreve sobre cidades que podem ser quaisquer e que são sempre Lisboa, já desconfiava desde o "Ensaio sobre a cegueira", eu conheço aquelas ruas e aqueles cruzamentos. Não tivesse eu visto a entrevista de ontem e não saberia que a Infante Santo e a Calçada da Estrela, bem como o Rossio, estão presentes no ESL. E até fico com pena, não soubera eu e conseguiria descobrir? É certo que este livro trata de problemas maiores, questiona a democracia formal, como Saramago chama aos actuais sistemas políticos ocidentais, e há-de questionar muitas outras coisas, mas, que posso fazer se, para o meu espírito simples, importa tanto a descoberta de uma rua como o derrube de um sistema político.

Só o tom agastado do escritor, ao responder a uma simpática, ainda que de forma eventualmente sintética, Judite de Sousa, transmitiu à entrevista alguma truculência. Mas, a Saramago, tudo se perdoa.

Sem comentários: