segunda-feira, março 15, 2004

Tarrasch em Leipzig

Após uma fase de euforia, de grandes vitórias, Tarrasch participa, em 1888, num torneio em Leipzig. Esperando, tal como ele diz no seu livro 300 Partidas de Xadrez, que as partidas se ganhassem por si só, julgando que lhe bastaria a presença no tabuleiro para que a vitória se desenhasse, arranjou forma de perder quase todos os jogos e de ocupar um dos últimos lugares da competição.

Não acontecerá a todos? Nalguma fase da progressão numa qualquer arte?

Sem comentários: