quinta-feira, abril 01, 2004

Melody Amber

No Mónaco está quase a terminar um sinistro torneio de Xadrez, chamado Melody Amber, que vai já na sua décima terceira edição.

Trata-se de uma prova com algumas características que a tornam única no calendário mundial. Divide-se em duas partes, sendo uma delas jogada às "cegas" e a outra em partidas rápidas.

Por princípio, não sigo o torneio, julgo-o sinistro.

Sinistro por várias razões. A primeira, porque tem o nome da filha do mecenas que o patrocina. A segunda, mais sinistra, porque se trata de um aproveitamento circense do Jogo. E porque não falta lá quase ninguém da elite mundial do Xadrez. O senhor Amber, ou lá como se chama, paga. E eles vão.

Sem comentários: