domingo, julho 18, 2004

Dúvidas

E se, afinal, nada disto fosse realmente relevante? E se, afinal, tanto fizesse ter Santanas ou Tinos de Rans ou Louçãs ou a Morgadinha dos Canaviais como PM?

Ao ver o ar sério com que Sampaio entregou ontem o governo ao bom do Lopes, ocorreu-me: estarão eles a brincar? Será isto, de facto, um país de pacotilha? Cujas figuras mais proeminentes são o Guarda-Redes Ricardo e o Fundador Luís Figo? Cujo humorista oficial continua a ser o Herman? Ou o rechonchudo Fernando Mendes?

Desconfio que o apresentador do "Preço Certo em Euros" não faria pior trabalho que o bom do Lopes. E que Sampaio lhe daria, com a mesma indiferença, o país para a mão. País que, de resto, já não é o de Sampaio.


Saíu o 100!! Mais 100 mil euros para o orçamento da saúde em 2005! Nada mau!

4 comentários:

Francisco disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Francisco disse...

Ainda tens dúvidas? eu não.

Walter Tarira disse...

O cão corre atrás do coelho; o gato corre atrás do rato; o burro corre atrás da cenoura; o polícia corre atrás do ladrão (nem sempre); o desempregado corre atrás de um emprego (ás vezes) e o político é o único destes animais, que corre sempre (digo sempre) atrás do poder.

Se o ordenado dos políticos não pudesse em nenhum caso ser superior ao ordenado mínimo nacional, mesmo mantendo todas as regalias inerentes aos seus cargos, quantos estariam interessados em servir o seu POVO?

Por isso e só por isso, ainda vou preferindo os cães; quando conseguem apanhar o coelho até mo trazem à mão!

Francisco disse...

Este post já tem uma semana. Não há novidades?