quarta-feira, dezembro 01, 2004

Humilde Vénia

Após estes quatro inacreditáveis meses, a decisão de Sampaio de terminar o triste espectáculo da governação santanenta, foi balsâmica. Com Lázaro fez Jesus o que Sampaio fez a si mesmo.

Portugal perdeu o seu pior Primeiro-Ministro de sempre e recuperou o seu melhor Chefe de Estado. Perdeu a ameaça censória e fascista de Morais Sarmento, perdeu a arrogância paternalista de Bagão Félix e das suas sinceridades, ninguém lhas pediu, perdeu o sinistro tachista Chaves e a restante corja favorecida, perdeu o seu pior governo de sempre.

Mais importante ainda, Portugal recuperou um grande Estadista e um grande Presidente da República. Homem que deixou à beira de um ataque de nervos a sua mais fiel base de suporte, ao manifestar o que se julgou ser falta de coragem e até de interesse nos destinos do país, mas, com efeito, se tratou de uma decisão alicerçada na profunda visão sobre a realidade de Portugal, só ao alcance dos grandes estadistas. E o Senhor Presidente Jorge Sampaio mostrou ontem que não anda aqui a brincar. Mostrou ainda que, quando penso que já ninguém esperava, não permitiria que se fizesse de Portugal coutada de gente parva.

Aliás, a escolha do momento da decisão foi absolutamente oportuna, ainda que inesperada! Paradoxalmente, aquilo por que, pouco antes de ser pública a dissolução em curso da AE, ninguém estava genuinamente à espera, ou de ser "razão para tanto" revelou-se, logo após a boa nova, fonte de consenso. Poucos, ou nenhuns, após curta ponderação, terão ficado fora de sintonia: Sampaio decidira bem.

E é pela exactidão, pela inteligência e pelo autêntico amor pela Pátria que o Meia Livraria quer deixar aqui uma humilde vénia ao Presidente da República Portuguesa, Dr. Jorge Sampaio. Obrigado.

(Ainda bem que a severa campanha de pressão levada a cabo por este blogue sobre o PR surtiu algum efeito!)

10 comentários:

vmiguel disse...

"(...)se tratou de uma decisão alicerçada na profunda visão sobre a realidade de Portugal"
Só se foi para que o Orçamento de Estado para 2005 fosse aprovado a tempo...
Ou para queimar de vez com estes artistas da política...
Gostava de poder imaginar mais algumas visões!
Deve ser por isso que nunca poderei vir a ser um grande estadista :)))

Anónimo disse...

Logo agora que pondero seriamente a possibilidade de instalar em casa acesso aos canais televisivos Portugueses, é que o Sampaio se lembra de me estragar o entretenimento!...
É que visto de fora, vocês divertem-me muito. Visto de fora...

Pedro Farinha

Anónimo disse...

Sampaio recuperou o respeito de todos. Creio, honestamente, que este foi o momento oportuno.
Sampaio voltou à vida, largou os pijamas quentinhos e a lareira de Belém.
Ainda bem que seguiu os conselhos deste blog! :)
Olga

Leonor disse...

Fico sempre satisfeita quando as pessoas admitem que erraram, que fosse porque não tinham as informações todas, ou porque, pura e simplesmente, esperavam o óbvio que não surgiu.
Sempre acreditei que Jorge Sampaio não agiu de ânimo leve, que ouviu todos e tomou a decisão que achou correcta na altura. Mas a vida política seguiu o seu rumo normal, os governantes Santanistas e Portanhenses, fizeram as asneiras e trapalhadas que todos esperávamos e, voilá, um desfecho inesperado para aqueles que deixaram de acreditar no PR, e previsível para muitos que nunca lhe viraram as costa e lhe deram o benefício da dúvida.
Deixo uma palavra de apreço a este bloguista "da frente", que soube retratar-se neste post, tendo em conta as avaliações crueis e injustas que fez há uns meses atrás sobre o Presidente da Republica de Todos os Portugueses.
Os melhores são os que têm dúvidas e as esclarecem e não os que raramente têm dúvidas e nunca se enganam.

Cláudio disse...

Gosto muito de os ter cá!

GoG disse...

eu também acredito que a pressão deste blog sobre o Jorge surtiu efeitos inesperados, recuperando-se assim um quasi presidente de uma quasi república... :)

LusoFin_oBlog disse...

Eu tb acho que o PR não suportva mais ter o Cláudio desagradado com a situação, o homem mal dormia, pá!

Anónimo disse...

temos presidente!
acabou-se a corja favorecida, os tachistas, os cunhados e enteados...
e lx ficou com um mayor menos mau!
e o presidente da comissão europeia é português! e quer à força nomear comissários maxistas e corruptos ...aquilo lá em portugal é mesmo assim... a nossa imagem na europa saiu reforçada! valeu bem a pena!

trindade

kandimba disse...

Só acho é que a decisão do PR veio tarde demais para que se possa ilibá-lo dos erros passados.

vmiguel disse...

Sant_ana deve ter tido uns arrepios ao ouvir o mais recente álbum do Jorge Palma - "Norte". Principalmente no tema "Os demitidos": "(...) estas demitido obviamente demitido (...) és o espantalho dos amantes e evitas a competência (...) arrasas obra alheia..."