segunda-feira, abril 25, 2005

25 de Abril

Em cada esquina um amigo. Em cada rosto igualdade. Se houve revolução com pinta, com audácia e com garbo, foi esta. A dos cravos e do Zeca Afonso e do Salgueiro Maia. Riquíssima em simbolismo e em estilo, a nossa revolução é digna de um povo milenar e civilizado. Digna da Terra da fraternidade.

5 comentários:

olga disse...

O ideal foi bom e deve continar a lutar-se por ele poque se em cada esquina pode haver um amigo, não há igualdade, de certeza absoluta, em casa rosto.
Mas vamos tentado sempre e mais para tentar dignificar a Terra da "Fraternidade".

olga disse...

* casa, deve ler-se cada, obviamente

Sofia disse...

:)

Anónimo disse...

E, se calhar, digna demais para o país... Ou somos nós que não a sabemos, ainda hoje, merecer?
Salma

o_teco disse...

Soberba no simbolismo e no estilo, tanto quanto lhe faltou de realismno e eficácia.
Não se pode ter tudo. Se se tem a utopia, se tudo sonhar é permitido, para quê ter mais alguma coisa?
O mal foi ter sido necessária , esta revolução. Era, de facto tão necessária e indispensável quanto indesejável.

http://apologo.blogs.sapo.pt