sábado, abril 30, 2005

Apitos Vermelhos

Ainda mal começou o processo "apito dourado" e já se assiste ao esboçar de outro, ainda maior e mais sinistro, quiçá mais porco e torcido: O "apito vermelho". Suspeito que, tal como no famoso caso do "apito salazarento", que durou 48 anos e que nunca chegou à barra dos tribunais, também este novo caso, autenticamente calabotiano, fique para sempre arquivado na sala de troféus da grande instituição que é o SL Benfica! Clube que se prepara para aumentar o seu vasto palmarés com mais um campeonato português ganho como tantos outros em tempos de outras senhoras. Mudam-se os tempos, mas os bigodes e as carapinhas benfiquistas não. São imortais.

Consultem aqui a cara do apito da vitória.

9 comentários:

Viva disse...

E engracado, quando as vitorias nao nos sorriem a nos, nao admitimos qq erro (mesmo que compensador) em favorecimento de outros.

Anónimo disse...

Estás a falar de rebuçadinhos, de café com leite, de café com pouco leite, de café sem leite, de fruta, dos quinhentinhos, do olegário, ou do papa putas?

Aí não é nada disso?! Pois é, és lagartixa. Desculpa, pisei-te, porque não te vi.

PF

rajodoas disse...

Sinceramente como benfiquista não gostei que fosse assinalada a grande penalidade. No entanto parece-me que a
vitória não desilustraria o resultado
pois até o guarda-redes do Belenenses
fez defesas que possivelmente não as repetirá.

Cláudio disse...

Já me esquecia! Os guarda-redes de todas as equipas nacionais defendem as suas balizas mediocremente durante toda a época, mantendo o "low profile" de forma a poder enganar os incautos benfiquistas! Trata-se de uma sinistra e monumental orquestração tecida pelos guarda-redes de Portugal contra a grande instituição que é o SLB! Defendem mal sempre, guardando para o SLB os seus grandes e voluntários momentos! (Eu sei quem tu és, PF!)

olga disse...

Não me consigo conter! É tão bonito assistir a estes desafios verbais por causa do futebol.
Esse desporto de classe, cujos elementos principais são cultos falam de um português que até dá gosto. Sobretudo, a conjugação de verbos.
Sim senhor. Estas discussões só dignificam e agora sinto que estou a aprender coisas realmente importantes.
Farto-me de rir de tão feliz!

Cláudio disse...

Que raio quer a Olga dizer com isto dos tempos verbais?

Anónimo disse...

Oh Cláudio, que post tão biltre!! Que texto tão estulto e pequenino! Uma verdadeira pantominice!

Abraço forte,
Pedro Farinha

Cláudio disse...

Tenho o direito, caro Pedro, a explosões alarves e a fogachos acéfalos! É fundamental para o meu equilíbrio. E até para o equilíbrio do blogue.

olga disse...

Não falei em tempos verbais. Falei em conjugação de verbos.
Decididamente ninguém me entende e por isso vou amuar por uns tempos. :(