segunda-feira, agosto 29, 2005

Se Eu Fosse Primeiro-Ministro

Se eu fosse Primeiro-Ministro mandava construir uma central de cisão nuclear no Mondego. Produziria um terço da energia necessária em Portugal, seria arrefecida por um rio caudaloso e nacional, constituiria um grande avanço para a economia portuguesa e pouparia aos olhos dos portugueses o horrendo espectáculo dos nóveis moinhos de vento, que a todos atemoriza, pensando que Portugal foi invadido por uma sinistra horda de extraterrestres.

Depois, à noite, sentado no meu sofá, assistiria com um sorriso matreiro aos pinotes e mortais encarpados que Manuel Alegre seguramente daria.

6 comentários:

O Micróbio disse...

Pinotes do Manuel Alegre??? Matavas era o homem com um enfarte...

Francisco disse...

E porque não bombas atómicas. Assim depois de dar a independência à Madeira, podiamos fazer um belo espectáculo de luz e cor, sob a desculpa de libertar a ilha de um ditador????

olga disse...

Por isso e outras coisas mais é que não chegas a Primeiro Ministro...

Rosario Andrade disse...

hmmm, e como ias convencer o pessoal a aceitar passivamente a presenca do nuclear? Ele iam ser cortes de estradas e greves, e cenas piores... olha que o pessoal tem uma opiniao muito forte relativamente ao nuclear...NYMBY- not in my back yard! Ainda te espetavam um balazio nos olhos...

Bino (Abrupto Sexual) disse...

Amigo Cláudio, não temas. Fingir que se gosta de gatos é apenas mais um ardil para engatar as gatas. Um gajo tem de parecer sensível. Topas ?
Um abraço.

Alexandre Garrinhas disse...

Toda a gente se queixa que somos dependes energeticamente e que o gasóleo e gasolina não param de aumentar, mas assim que se fala em NUCLEAR parece que as coisas afinal não estão assim tão mal...
Se eu fosse primeiro ministro faria imediatamente o mesmo que tu descreves. Prioridade nacional!!!
Só uma curiosidade... A Suiça tem 5 (cinco) centrais nucleares e tem a área do Alentejo. Aqueles suiços são mesmo doidos, os maganos... Dá que pensar.
Abraço.