quinta-feira, janeiro 19, 2006

O Regresso

Já repararam que a baixa pombalina corre para o rio? E que se fragmenta em mil pedaços, sem ligação aparente, a Norte? Nunca repararam que a Rua da Madalena é uma espécie de fosso que separa a cidade de Pombal e a outra, a verdadeira? E, por último: Onde está a fábrica da seda das Amoreiras?

Então porque raio sonhamos todos com o regresso do Marquês de Pombal? E, porque raio nos congratulamos, povo sério e pesado, com o seu anunciado regresso já no próximo domingo?


É para isto que o queremos de volta?

3 comentários:

olga disse...

Cláudio, estás a tentar manipular o povo em vésperas de reflexão??

Cláudio disse...

Fosse eu capaz de manipular o povo, Olga...

Kamikaze disse...

Ó Cláudio,

Passagem em ritmo acelerado, para deixar o comentário da ordem, tipo copy/paste, apenas para te desejar um óptimo fim-de-semana.

P.S. – E que, no domingo, os deuses da política nos bafejem com o menos mau dos candidatos. Presidenciais, claro!

Um abraço!