segunda-feira, março 26, 2007

O Baltazar

O povo português telemovilizado votou e disse: o melhor português de sempre foi o Baltazar ou Salazar, ou lá como se chama! Por eso, y perdonen mi malo castellano, en el Media Libreria se hablará lo idioma de Cervantes. No voy a hablar lo de Baltazar!!!

6 comentários:

spirito disse...

Bien coño, te secundo!

Cláudio disse...

Spirito, hombre!

Tenemos de entender que nuestro pueblo es inocente y analfabeto aun... pero buenas gentes! Cretinas, pero buenas, tio! El mejor espanol de siempre sigue siendo Franco, por supuesto! No... Es probable que el mejor portugues y el mejor espanol sean lo mismo hombre... Filipe II de Espana, I de Portugal...

Uxka disse...

No lo se, mas continuo a preferir um muito português "puta que os pariu a todos!" Perdona mi castellano...

Cláudio disse...

por supuesto, uxka!

Anónimo disse...

Parafraseando Almada Negreiros, se o Salazar é português (e o maior!!!!!!!!!) eu quero ser espanhol ou galego, tanto faz. Fujamos, este lugar mal frequentado tresanda a necrotério!

Pedro
conversasdealgibeira.blogspot.com

Anónimo disse...

"Me encanta o Baltazar" estou chocado com o envolvimento da personagem Política com o desenho animado dos anos oitenta.

Para os quarenta e um por cento dos que se deram ao trabalho de enviar uma SMS com o voto no "Baltazar", espero que não tenha sido por telemóveis suportados pelo orçamento do País ou a factura metida nas contas da empresa...

O aflitivo é saber que ficaram uns ovos a chocarem de um saudosismo tacanho com doses de inércia mental confrangedora. Prefiro pensar que foi por ignorância ou "voto útil" anticomunista do que um voto consciente na personalidade repressora de um povo.

Os Bascos têm uma expressão que ataca em várias frentes: "Me cago em tu copón", é o meu sentimento para o grupo dos 41.

VM