domingo, abril 15, 2007

Uma Questão de Tomates

Kasparov já na ramona. Imagem do site kasparov.ru.


O melhor xadrezista de sempre _o já retirado (?) Garry Kasparov_ foi preso por dez horas, ontem, em Moscovo. Participava numa manifestação não autorizada contra o presidente russo. Quando se retirou do xadrez (ou melhor, da competição: ele continua o seu trabalho como escritor de livros de xadrez e cronista na mais importante revista da modalidade: New in Chess) Kasparov anunciou que se dedicaria ao combate a Vladimir Putin. E ele aí está: lidera a mais combativa oposição.
Como jogador, Kasparov sempre demonstrou uma coragem inabalável. Como político não mudou a sua habitual conduta e mostra ser um homem com tomates. Desejo-lhe melhor sorte do que a tiveram os anteriores campeões, sempre desacreditados no que fizeram das suas vidas pós-xadrez. Talvez por nunca terem conseguido convencer o vulgo que eram mais que campeões de xadrez... As massas não perdoam aos génios. E Putin não perdoa ninguém.

2 comentários:

Victor disse...

Caro Claudio
Excelente análise. Quem gosta de desafios nada o trava.
Um abraço.

martelo disse...

resta saber o que é que Putin reserva na sua sucessão...