domingo, outubro 14, 2007

Formações

Ontem ouvi um interessante discurso sobre as necessidades de formação. O orador disse, sagazmente, que pouco interessaria dar formação em excel e word a funcionários da Santa Casa da Misericórdia que, pelas suas funções, não trabalhem com computadores. Alguém na plateia acrescentou, num rasgo de brilho e perspicácia, que noutra qualquer empresa seria esse esforço igualmente inglório. O orador, concordando com a achega, continuou com outro exemplo: num hotel, todos poderão legitimamente ter formação em alemão e em inglês. Mesmo as "senhoras da limpeza", acrescentou para concretizar: "Quando estão a limpar os quartos, sempre podem ler as revistas que as alemãs e inglesas por lá deixam. Isto não é só ver os bonecos".
Com efeito, o orador tinha razão. Isto não é só ver os bonecos! Uma mensagem profunda que a toda a plateia trouxe um daqueles sagrados e irrepetíveis momentos de reflexão e auto-análise.

6 comentários:

MalucaResponsavel disse...

Saíste de lá formado???

Anónimo disse...

Aliás, nas empresas como na sociedade, duvido que as senhoras da limpeza necessitem até de saber ler e escrever Português para o exercício capaz das suas funções. Nesta poupança de tempo e recursos está a nossa esperança de fazer inchar o PIB deste nosso país.

Pedro Farinha

Cláudio disse...

Ainda me faltam 532 horas para sair formado... Quanto ao pertinente comentário de Pedro Farinha, lembro o estimado leitor para se focar na sublime mensagem desta formação: a de levar o povo português a abandonar o vício do visionamento de bonecos. No entanto, há que ser parcimonioso, à luz do crescimento do PIB: a senhora da limpeza limpará concerteza menos quartos se conseguir ler as revistas. E poderá perder o emprego. Por isso, para o seu bem, mais vale que não as leia!

baixinhaaa disse...

Mas ver bonecos é tãaaaao giro... =P

bjinhuxxx

Paula Crespo disse...

Não há dúvida: o homem estava inspirado na arte da parvoeira...

e-ko disse...

e é assim que este país vai saír da cauda da Europa... mas que as senhoras da limpeza também têm o direito a uma formação profissional isso é incontestável, para começar elevar o nível nas competências de base (leitura, matemática elementar, atendimento de clientes e porque não uns rudimentos de inglês!?