quinta-feira, junho 28, 2007

Primavera Eterna

As recentes alterações do clima global, carga sinistra que em todas as almas pensantes pesa como pesava em tempos o negro espectro da bomba nuclear, não é, como a sua antecessora atómica, coisa de males absolutos. Com a bomba nuclear, as vantagens enumeradas resumiam-se ao efeito que poderia ter sobre os edifícios: houve um tipo americano importante (não me lembro qual, se alguma vez soube quem fosse) que anunciou com orgulho uma nova bomba que tinha a vantagem de não destruír as construções!

Quanto ao clima, e em particular ao que está a acontecer a Portugal, não posso deixar de me regozijar com estes dez meses seguidos de Primavera! O aquecimento global deu a Portugal um enorme aparelho de ar condicionado! Estaremos perante a Primavera Eterna? Ficarei para sempre com 33 anos? Isto parece o céu muçulmano! Viva a Primavera!