quarta-feira, agosto 20, 2008

A Escolha do Seleccionador

Sábia escolha, a de Queirós, para seleccionador. O ritmo de assassinatos na África do Sul é demasiado elevado. Ainda mais elevado que os 50 mil no Brasil por ano. Com Queirós no banco da selecção (e com Moutinho também no banco), garante-se a segurança dos nossos jogadores. Livram-se desses países perigosos.

Sem comentários: