sexta-feira, março 21, 2008

Semáforo

Num destes dias, dei por mim parado em frente a um semáforo. Estava, obviamente, vermelho. Aguardei um minuto ou dois até que me lembrei! Abri o vidro do lado esquerdo do carro, estiquei a mão, carreguei com o indicador num botão dourado estrategicamente posicionado num armário amarelo, pequei no papelinho que entretanto saiu, dizendo, entre outras coisas, "Brisa". Guardei o papelinho.

O semáforo ficou verde e lá fui à minha vida.